Casa São José dos Campos completa 30 anos.

COMPLETA 30 ANOS NO MÊS DE OUTUBRO/2021

O belo trabalho na área da educação, dentro da assistência e promoção social que a FEESP desenvolve em São José dos Campos, começou com um ato de amor desinteressado, um gesto de profunda generosidade do coração caridoso de Dª Maria Francisca Marcondes Guimarães. Viúva e sem filhos, houve por bem pensar nos filhos sem mães e criar um abrigo (orfanato) que desse um lar a estas crianças. Após o seu desencarne, em 1953, foi aberto o testamento e lá estavam a doação de diversos bens em São Paulo e terras em São José dos Campos, bem como recursos financeiros, para que tal obra fosse desenvolvida pela FEESP, o que se deu em meados da década de 1980.

Em 1990, com o Estatuto da Criança e do Adolescente e também com pesquisas realizadas, descobriu-se que a necessidade maior em São José, não era de crianças órfãs e sim carentes, filhas de mães trabalhadoras, que não tinham, onde deixar seus filhos pequenos. Adaptou-se então o espaço já construído e, em 12 de Outubro de 1991, em convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Social de SJC, foi inaugurado o Centro de Convívio Infanto-Juvenil para crianças e adolescentes de 07 a 14 anos, em período contrário ao da escola, que recebeu o nome de sua idealizadora. No ano de 2001, foi firmado um outro convênio, desta vez com a Secretaria Municipal de Educação e iniciou-se o CECOI – Centro Comunitário de Convivência Infantil, a Creche Meimei, atendendo em período integral, crianças de 02 a 05 anos.

Ao longo dos anos a obra cresceu e recebeu o reconhecimento dos órgãos públicos municipais devido a excelência do trabalho realizado junto à comunidade local. Em 2008, encerram-se as atividades do Centro de Convívio para adolescentes, dobrando assim a capacidade de atendimento na creche. Hoje a Creche Meimei atende em período integral a 155 crianças de 12 meses a 05 anos de idade, oferecendo 04 refeições diárias e apoio sócio familiar. Ministramos aulas de Educação Infantil, dentro da grade curricular e nos padrões exigidos pela S.E.C. (Secretaria de Educação e Cidadania), sendo que, a maioria dos alunos, só já saem para o Ensino Fundamental.

Nossas professoras, auxiliares e educadoras, bem como a equipe técnica e de apoio, recebem formação continuada e capacitações com profissionais competentes, mantendo-se no nível de qualidade como todo e qualquer profissional da rede pública ou particular de ensino.

Temos hoje, a certeza de contarmos com o apoio de empresas e pessoas benevolentes, bem como dos Benfeitores Espirituais sempre nos inspirando e incentivando para o crescimento e valorização de uma importante obra sócio- educacional, dentro dos padrões de qualidade que caracterizam os trabalhos da Federação Espírita do Estado de São Paulo.

Instagram da FEESP